Lançamento do livro de Victor Missiato e debate sobre a trajetória histórica dos partidos comunistas no Brasil e Chile

Estarei em Brasília na sede da Fundação Astrojildo Pereira, dia 21/11, as 19 horas, para discutir o livro de Victor Missiato que analisa comparativamente as trajetórias dos partidos comunistas no Brasil e no Chile durante o século XX, especialmente. O livro é resultado da sua tese de doutorado, defendida na Unesp/Franca, sob minha orientação. No essencial, o artificio da comparação faz com que se possa compreender que ambos os partidos eram mais do que correia de transmissão da III Internacional e depois da URSS, embora houvesse ligações e orientações indubitáveis nesse sentido. Um ano chave na análise de Missiato é 1958, quando o PCB elabora a famosa Declaração de Março, admitindo o caminho pacífico para o socialismo e, no mesmo ano, como candidato da FRAP (Frente de Acción Popular), Salvador Allende não ganha as eleições presidenciais no Chile por uma bastante pequena soma de votos, atribuída à fraude eleitoral. A questão da via pacífica passava a fazer parte da estratégia revolucionária e reformista de ambos partidos, numa ambiguidade que iria até o fim do chamado “comunismo histórico”(Norberto Bobbio).

Sharing is caring!

Tags Do Post
Escrito por
Sem comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO