Horizontes democráticos

Este Blog nasce num momento especialmente dramático. Como todos sabemos e sentimos, a democracia, no Brasil e no mundo, se encontra em uma encruzilhada. Paradoxalmente, na época histórica em que a democracia conseguiu se converter no horizonte compartilhado pela maioria da humanidade, ela se vê ameaçada por inquietantes processos de desdemocratização ou re-elitização e tem de enfrentar o que muitos chamam de populismo além do alargado desinteresse pela política somados a condições sociais, culturais e econômicas muito mais inóspitas do que aquelas do passado recente que saudou e consolidou a democracia que temos hoje.

Como observou o filósofo italiano Alessandro Ferrara, a história poderia tomar qualquer caminho. O mundo global poderia ter cumprido um cenário de desenvolvimento distinto. Ele se referia ao fato de que as democracias maduras do Ocidente, depois da dura lição da crise neoliberal de 2008, poderiam desenvolver formas de conter o poder quase absoluto dos mercados financeiros e inventar novas estratégias para reafirmar a primazia da política e a participação ilustrada e consciente de cada cidadão. Hoje sabemos que, nessas democracias mencionadas ou mesmo em países como o Brasil e no restante da América Latina, as grandes dificuldades pelas quais passam as democracias abriram passagem para situações de grande ameaça, com o avanço e a conquista eleitoral do poder por forças da extrema-direita, contrárias a uma valorização da política democrática.

Com esse espírito, este Blog pretende ser um canal de publicações que contemplem análises e comentários, em diversos formatos, na busca de novos parâmetros para o enfrentamento da crise que assola a democracia no Brasil e no mundo. Será um Blog de cultura política democrática que guarda a esperança de que conhecimento, informação e opinião, livres de constrangimentos, contribuam para que um universo cada vez maior de pessoas possa desenhar, mirar e compartilhar novos horizontes democráticos para o presente e para o futuro.

Sharing is caring!

Escrito por
Sem comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO